Pílula Kindle #01:  As Ciências e Deus; por Jacó Armínio.

 “As Obras de Armínio – Volume 1” de Jacó Armínio –

“A Física é aplicada aos “corpos, como tendo em si mesmos o princípio do movimento”. A Matemática tem a ver com “quantidades”. A Medicina é exercida no “corpo humano, com relação à sua capacidade de saúde e integridade”. A Jurisprudência tem a ver com a “justiça, com relação à sociedade humana”. A Ética, com “as virtudes”. A Economia, com “a administração de uma família”, e a Política, com as questões de estado. Mas todas essas ciências estão subordinadas a Deus, pois dEle também derivam a sua origem.”

Comece a ler este livro gratuitamente: http://amz.onl/1Cgn532

Eurico Bergstén, Igreja, Sistemas de Governo e Direita Cristã

O teólogo pentecostal finlandês Eurico Bergstén aborda em sua Teologia Sistemática algo muito interessante sobre o sistema de governo da Igreja. 

Ele explica que ela funciona com sistemas de governo sobrepostos: com a democracia, a oligarquia, a monarquia, a teocracia e a democracia operando juntamente.

Não cabe aqui explanar tudo o que o autor explica de maneira clara, simples e lógica.

Mudando o assunto governo da Igreja para o governo exercido pelos Estados Nacionais…

O jovem e talentoso teólogo pentecostal Gutierres Fernandes costuma enfatizar o não comprometimento das Escrituras com um viés ideológico e político definido, por exemplo.

 Eu que não sou teólogo, pelo menos não no sentido estrito, humildemente discordo.

Tanto o conservadorismo como o liberalismo derivam de uma visão claramente cristã e mais ainda: protestante – já que Burke e Locke o eram. 

Em que pese exageros e distorções que ambas filosofias possam ter, são passíveis de correções pontuais onde a liberdade humana e a cosmovisão evangélica (no sentido embrionário do termo) devem ser consideradas. 

Já o socialismo, nas suas mais variadas formas, reformistas ou revolucionárias, é absolutamente incompatíveis com  evangelho. Este, é um argumento simples mas  que não deixa de ser valioso; que tanto a democracia liberal, como o conservadorismo libertário tem nas suas raízes, o pensamento cristão.

Por outro lado, se olharmos para os socialismos existentes no século XX, veremos que suas raízes são bem diferentes: ateísmo, cientificismo e ocultismo. Ou um deles agindo predominantemente ou ainda misturados numa amálgama vil com mais um ou  os outros dois supracitados.

Que Deus nos ilumine através das lentes cristãs a entender o papel da Igreja e do Estado e a colaborar em ambos da maneira que ele estabeleceu e nas quais as Escrituras nos apontam, pra que seja feita a sua vontade.

Assim na terra como no Céu.

***

Soli Deo Gloria.

Quando o Olavo não fala besteira, o Julio Severo o substitui: Reforma e anti-semitismo

Quando o Olavo não fala besteira, o Julio  Severo o substitui: Reforma e anti-semitismo
Julio Severo disse em artigo sobre os 500 anos da Reforma Protestante que precisamos de uma nova reforma porque a primeira não conseguiu fazer o que sugerira. 

Ora, em tempos de revisionismo da inquisição e de justificativas de assassinatos sumários sob a alegação de um outro zeitgeist  na tentativa de justificar o injustificável; o recrudescimento de uma espécie de fé medievalista e visceral que ele tanto critica no Olavo de Carvalho e que se pontecializa em tantas olavetes, torna seu artigo, além de impreciso, inoportuno.

Impreciso porque Lutero não é nosso papa e nem fonte derradeira da revelação. Antes dele vieram Jan Hus, Wycliff, Savanarola e tantos outros. E desde Melanchton que a própria teologia luterana recebe atualizações. 

Por um lado, fica latente que o senso de auto-crítica entre os protestantes é maior, o que decorre da natureza mesma da nossa fé. Não necessitamos subscrever tudo que alguém disse por ser líder supremo da cristandade porque o único líder supremo da cristandade em que nós cremos chama-se Jesus Cristo.

Como humorista, o Danilo Gentili falara em um entrevista em que concedera ao Roberto Justus justamente isso: “o stand up tem sua expressão em países protestantes porque há uma capacidade daquele crente de rir de si mesmo”(nas minhas palavras). 

 Já o catolicismo é a religião dos segredos, onde os altos clérigos do chamado magistério coibiam o acesso da própria Escritura (afinal, eles que teriam autorização divina pra doutrinar, e não os leigos). O bispado de Roma, até hoje, está cheio de símbolos, ritos, hábitos, cantos difíceis num idioma que pouquíssimas pessoas falam  e supostas histórias tenebrosas de envolvimento com o nazismo, ocultismo, corrupção e tantas outras coisas que profiro, sem sentimento maldoso algum contra os irmãos católicos, senão, com o objetivo de manter alguma didática neste meu texto apressado que escrevo agora justamente para responder a um deles.

As Igrejas protestantes também tem histórico de envolvimentos com inumeráveis mazelas(de maçonaria a liberalismo teológico): a diferença- volto no ponto- é que não caimos tão facilmente na tentação de varre-las pra baixo do tapete.

Voltando pro meu chará, o Julio Severo.

Coisa pior é ele desconsiderar o princípio de um dos lemas mais ignorados da Reforma: Ecclesia reformata et semper reformanda est (Igreja Reformada sempre se reformando). À fé evangélica de Lutero, somaram-se pedras preciosas no construto da Igreja de Cristo. 

Foram adicionados tijolos por calvinistas, remonstrantes, anabatistas, metodistas e pentecostais.

Prova cabal da evolução da graça abençoadora do movimento que  eclodiu no séc XVI, é que a maior nação protestante do mundo -aquela mesmo, do cinturão bíblico, dos despertamentos espirituais estudados por pesquisadores ateus e que promove as maiores ações humanitárias em todo mundo… 

Esta mesma nação é a maior amiga de Israel que jamais existiu.

A Reforma, pra nós que cremos, demonstra aí sua relevância, de forma mística, no plano divino.

E até que o Corpo de Cristo chegue a estatura de varão perfeito, a Reforma continuará a ser feita pelas correções e acréscimos do próprio Espírito Santo que não acrescenta nada que não esteja fundamentado na própria Escritura.

Jesus já advertiu, que aquele que ensina algo errado, será chamado de menor no Reino dos Céus, e aquele que ensina certo, será o maior.

Ao longo da evolução reformada, muitos acertaram e erraram, mas Cristo exortou os seus discípulos a não impedirem que outros ensinassem em seu nome, pois quem não está contra Ele, com Ele está.

A Reforma, provou uma reação no bispado de Roma e atingiu a decadência espiritual da igreja naquele momento onde havia cobiça nos sermões, preguiça nos monastérios e politicagem na doutrina. 

Como reconhece o próprio Olavo de Carvalho, a Reforma provocou uma ação irradiadora sobre a própria ICAR. Por conta disso, leigos puderam se achegar mais a sua própria fé numa projeção da Contra-Reforma que pouco tempo depois deu origem aos jesuítas.

Roma também faz parte da Reforma, mesmo que indiretamente; tanto é que os esforços conjuntos pra chegar a um entendimento com os luteranos está aí…

Entendam bem, claro que históricamente a ICAR não participou da Reforma, mas no sentido espiritual que aplico aqui, ela está a todo tempo sendo reformada, dependendo de seu próprio querer, como todas as outras, pois não está excluída da comunhão.

A Igreja é uma obra inacabada até que Ele venha. 

*

Soli Deo Gloria.

Trump, King Jong-un e a arte da Diplomacia.

Ao chamar o ditador norte-coreano de inteligente e  abrir  um canal de comunicação com ele, Donald Trump age com uma estratagema astuta e ao mesmo tempo, cristã (lembram da perspicácia das serpentes?) – na melhor tradição Reagan/Gorbachev – onde até mesmo o inimigo recebe tratamento respeitoso para que se atinja o bem dos oprimidos do imperialismo vermelho. 

Os de dentro: escravizados, famintos e sem autonomia e os de fora, ameaçados pelos territórios tirânicos com exercícios militares e bombas eminentes.

Tocar no orgulho megalômano do falso herói construído na soma das forças de revolucionários asiáticos e soviéticos do passado, é dar-lhe a opção de fazer concessões para que a luz da liberdade comece a irradiar sobre o seu regime trevoso ou para que sua canalhice retroceda e até mesmo, finde,  numa vitória militar ou em uma diplomática.

A sorte está lançada.

Trump deu a si mesmo duas opções e ao seu inimigo, idem.

Vejamos os próximos capítulos.

***

Júlio Servo é poeta e blogueiro. Atua como Secretário de Comunicação e Cultura da Confraria de intercâmbio de ideias União Gonçalense e atualmente preside a Juventude do Partido Social Cristão em São Gonçalo (PSC).